web 2.0

A grandeza da humildade

Um obreiro aprovado precisa ser essencialmente uma pessoa humilde.
A humildade é a fortaleza dos fieis. Jesus afirmou:
Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus (Mt 5.3)
Em Mateus vemos o seguinte relato:
E, eis que veio um leproso, e o adorou, dizendo: Senhor, se quiseres, podes tornar-me limpo. E Jesus, estendendo a mão, tocou-o, dizendo: Quero; sê limpo. E logo ficou purificado da lepra. (Mt 8:2,3)
Ao contrario de muitos cristãos dos dias atuais aquele homem leproso não exigiu nada de Cristo, não procurou manipulá-lo e sim se colocou na Sua inteira dependência. O homem que reconhece sua inteira dependência de Deus, que se humilha como bom um servo Seu e que confia em Seu cuidado, alcança de Cristo a Sua Misericórdia.

A soberba e a ignomínia

A soberba do homem o abaterá, mas a honra sustentará o humilde de espírito. (Pv 29:23)
Está muito claro aqui o que as Escrituras nos ensinam: não existe honra sem humildade. O verdadeiro servo de Deus arrependido sabe que Deus se agrada de um espírito quebrantado e contrito.
Ó Deus o meu sacrifício é um espírito humilde, tu não rejeitarás um coração humilde e arrependido. (Sl. 51:17)
Conquistamos nosso perdão pela justiça de Deus através de Cristo, o que nos é concedido pela fé:
E seja achado nele, não tendo como minha justiça a que vem da lei, mas a que vem pela fé em Cristo, a saber, a justiça que vem de Deus pela fé (Fp 3.9). 
Jesus apregoou perdão e livramento a todos que o seguiam, conscientizando sempre aqueles que eram beneficiados sobre a eficácia da fé (Lc 7.50; 8.48; 17.19). Deus sempre honrou nossa fé, quando confiamos piamente nEle de todo o coração. Nosso Deus é soberano e honra a todos aqueles que o honram.

A Eleição e a Presciência de Deus

Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor. E nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade. Ef 1:4-5

Pois aqueles que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. E aos que predestinou a estes também chamou; e aos que chamou a estes também justificou; e aos que justificou a estes também glorificou. Rom 8:29-30

A eleição dos santos é um assunto que sempre teve e sempre terá muitos opositores, visto ser mal compreendida, distorcida e contrariada pela mente carnal. Não obstante, é um principio fundamental da obra redentora de Cristo e de Sua Maravilhosa Graça Salvadora. Ela é a expressão da Soberania de Deus, de Sua Graça e de Seu Amor Infinito para com a humanidade, porém, como já dita, mal compreendida.

Insensatez: O empecilho para a uma vida vitoriosa

Naamã foi orientado por sua criada a procurar o profeta Elizeu para que fosse curado de sua lepra. Porém o profeta o mandou lavar-se no rio Jordão 7 vezes, por isso, ele ficou irado e retrucou:

“Eu pensei que ele iria invocar o nome do Senhor teu Deus e passaria seu manto sobre a lepra e eu seria curado”.

Observe sua insensatez e seu pré-conceito de como deveria ser curado:

“Se o que eu preciso é de um rio, então voltarei para Síria para me lavar nas águas cristalinas do Rio Abana o do Rio Farfar e não naquele lamacento Rio Jordão”.

Alianças perigosas e os falsos avivamentos

I Rs 22.4 Então, perguntou a Josafá: Irás tu comigo à peleja, a Ramote-Gileade? Respondeu Josafá ao rei de Israel: Serei como tu és, o meu povo, como o teu povo, os meus cavalos, como os teus cavalos.

Samaria, centro de apostasia e de idolatria, lugar onde habitava Acabe. Como pode um homem assim ter aliança com um rei temente a Deus?

Josafá era um bom rei, temente e obediente a Deus (2Cr 17.1-19); porém, tinha um grande defeito: quando se tratava de alianças sempre cometia erros. E isso ocorreu por 3 vezes: em uma aliança comercial (2Cr 20.35-37); no casamento de seu filho Jorão com Atalia, filha de Acabe (2Cr 21.6); e na aliança militar (IRs 22.4). E essa aliança teve drásticas consequências (2Cr 19.2)

Decisões: Tornando fácil escolhas difíceis

Confia no Senhor de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento. (Pv 3:5)

"Nosso futuro depende das decisões que tomamos hoje e cada passo terá grande influencia na conquista de nossos objetivos amanhã." (Pr Waldex Silva)

Quem confia em seu próprio entendimento não segue a vontade de Deus; assim toma sempre decisões erradas.

Quando Davi e seus soldados voltavam de uma batalha (I Sm 30.1-31), ao invés de encontrarem paz e alegria encontraram destruição e assolação. Estavam exaustos e precisando de descanso, porém, descobriram que tinham uma grande batalha pela frente.

Mentira, característica dos hipócritas

Colossenses 3:9-10 “Não mintais uns aos outros, pois que já vos despistes do homem velho com os seus feitos, e vos vestistes do novo, que se renova para o pleno conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou.” 

É incrível a facilidade que as pessoas encontram para mentir. As pessoas que utilizam desse artifício são viciadas em sempre faltar com a verdade. Tem grande dificuldade em expressar a verdade e geralmente pensam que os demais não vão acreditar neles justamente por serem conhecidos como mentirosos. 

Dificuldades: oportunidade para aprender com Deus

Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. – (Rm 8:28) 

Ao nos deparar com o texto acima, superficialmente, em primeira instancia pensamos que somente as coisas boas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, porém, não somente as coisas boas, mas ruins também cooperam. O teólogo e filósofo brasileiro Huberto Rohden, em sua obra "Porque Sofremos", faz uma analise da personalidade humana quando passa por dificuldades em sua vida.


Há esperança...

O Brasil está de luto, e isso expressa um sentimento de pesar por uma perda significativa. Mas a maior perda da vida é quando morre dentro de nós algo enquanto vivemos.

Muitos brasileiros hoje estão como o povo de Israel quando no cativeiro babilônico proferiam as seguintes palavras:  "Nossos ossos se secaram e nossa esperança desvaneceu-se." (Ez) 37:11

Para muitos, a esperança de um Brasil melhor "morreu".